Últimas Notícias

Condenada empresa que, além de vender tablet defeituoso, também negativou cliente

04/07/2016 16:20




A 1ª Câmara Civil do TJ condenou empresa de eletrodomésticos a pagar indenização moral, no valor de R$ 5 mil, em favor de consumidor que comprou tablet defeituoso, esperou quatro meses por seu conserto e, ainda assim, acabou negativado por inadimplir as prestações seguintes enquanto aguardava pelo aparelho.

Segundo os autos, o cliente adquiriu o produto em 23 de maio de 2013 e compareceu à loja três semanas depois para que a empresa o levasse para conserto. Como adquiriu o produto em prestações, o autor quitou a primeira parcela, mas justificou a inadimplência que se seguiu pelo atraso no reparo do aparelho.

Para a câmara, a empresa não podia incluir o consumidor no rol dos maus pagadores, em uma espécie de punição, pois foi a primeira a desrespeitar o estabelecido em contrato. A decisão incluiu ainda que o montante dispendido na primeira parcela seja devolvido ao autor.

O colegiado entendeu que, quando um dos contratantes descumpre a avença, injustificado que penalize o outro por também descumpri-la. Dessa forma, o órgão responsabilizou a empresa pelo excesso de prazo para sanar o vício do produto, muito superior a 30 dias, e também pela inscrição do nome do consumidor em rol de maus pagadores. A decisão foi unânime (Apelação 0001935-37.2013.8.24.0047).


Fonte: Tribunal de Justiça

Entre em contato

Clique no botão abaixo e solicite um contato.

SOLICITAR CONTATO